Veja alguns erros que proliferam bactérias em seu banheiro e você deve parar de fazer

Publicado em 18 de janeiro de 2018 às 12:36

Apesar de ser o cômodo onde realizamos hábitos de higiene, o banheiro é sem dúvidas um dos ambientes da casa que mais está propício à contaminação, por motivos como a falta de cuidados com a limpeza e sua manutenção, os maus hábitos que ajudam a multiplicar as bactérias e até mesmo as próprias características do ambiente, como a umidade.

 

Mesmo que não sejam aparentes, elas podem estar se multiplicando pelo seu banheiro. Entre as bactérias mais comuns, estão as enterobactérias, que costumam ser encontradas no intestino, e as de pele, que são transmitidas através do contato, que podem causar problemas de infecções de pele (como furúnculos ou abscessos), além de infecções urinárias ou gastrointestinais.

 

Existem diversas atitudes erradas que você pode cometer no dia a dia e sem querer colaborar com a proliferação de micro-organismos no seu banheiro. Confira abaixo e evite que essa exposição se torne em um problema para a sua saúde!

 

 Não dar atenção à ventilação: É fundamental que você não deixe o banheiro fechado e garanta a sua ventilação o máximo de tempo possível, principalmente após o banho, já que o vapor e umidade retidos nas paredes e teto favorecem o bolor. Portanto, deixe as portas e janelas sempre abertas para permitir uma boa circulação do ar.

 

Não pendurar bem as toalhas: Para evitar o surgimento de mofo e a proliferação de bactérias, evite pendurar as toalhas da casa em ganchos, caso contrário toda a umidade e eventuais resíduos como sabão poderão ficar presos entre suas dobras. Dê preferência para estendê-las em um varal logo após o banho.

 

Não fechar a tampa da privada ao dar descarga: Fechar a tampa da privada ao dar a descarga é uma ação simplesmente essencial para evitar a presença de bactérias e contaminação de itens pessoais de higiene, como escovas de dente ou toalhas, já que ao dar a descarga, você pode jogar uma bactéria até seis metros longe e elas podem ficar rondando o ambiente por mais ou menos duas horas.

 

Guardar as escovas de dentes em armários fechados: Apesar de muitos acharem que guardar a escova de dente no armário vai ajudar e evitar a contaminação, saiba que essa atitude pode favorecer ainda mais a proliferação de bactérias, pois dessa forma as cerdas podem ter mais dificuldade para secar entre as escovações. Aqui, a recomendação é também sempre guardar as escovas na posição vertical e evitar que elas entrem em contato com outras escovas, para que não ocorra uma contaminação cruzada.

 

Deixar a maquiagem na pia: Além de estragar toda a qualidade da maquiagem, a umidade do banheiro pode deixá-la totalmente exposta ao crescimento de bactérias. Portanto, o ideal é manter esses itens de beleza longe do banheiro e bem guardadas dentro de caixas ou gavetas fechadas.

 

Não trocar de esponja regularmente: Por acumularem água e sabão, as esponjas deixadas dentro do box no banheiro são um dos locais preferidos das bactérias na hora de se reproduzirem. Para evitar o problema, não deixe de trocar a sua esponja no máximo uma vez por mês.

 

Não lavar a cortina do box: Se você não tem em casa um box de vidro e utiliza cortinas, saiba que elas também podem ser um perigoso foco de germes, fungos e bactérias. Porém, nesse caso o problema pode ser facilmente resolvido, pois para deixá-las limpas basta colocar na máquina de lavar e depois deixar secar bem estendida no varal.

 

Usar sabonete em barra: A maioria dos sabonetes em barra não contam com ação bactericida ou desinfetante (com exceção dos produzidos com esta finalidade), ou seja, eles limpam, porém, não matam os germes. Pensando nisso, a melhor opção é sempre dar preferência para sabonetes líquidos, assim as bactérias não são repassadas entre as pessoas e pode-se evitar o surgimento de algum resíduo preso ao sabonete.

 

Não tirar o lixo com frequência: O lixo do banheiro deve ser tirado diariamente, para evitar que as bactérias fiquem no ar e que o ambiente fique com odor. Além disso, existem no mercado diversas lixeiras que favorecem a higiene, como os que podem ser acionados por um pedal, que ajudam a evitar o contato da sua mão com as bactérias acumuladas em sua tampa.

 

São atitudes básicas e fundamentais para manter a higiene do seu banheiro no dia a dia e garantir um ambiente menos hospitaleiro para fungos, bactérias e outros agentes causadores de diversas doenças.

 

Fonte: Tua Casa

Os produtos Fimap são vendidos nas melhores lojas do setor de contrução e decoração. Entre em contato conosco!

Veja também

Madeira 100% sustentável: conheça por que a matéria-prima oferece verdadeiros benefícios

Publicado em 03 de agosto de 2018 às 22:21

Em quase todos os cômodos de uma casa, a madeira está presente. Seja nos móveis, pisos ou telhados, por ser uma matéria-prima natural, é uma excelente escolha para quem se preocupa com a preservação ambiental aliada à facilidade e ao conforto. Porém, associados a sua utilização, podem vir atos ilegais,…

Algumas mudanças deixarão seu banheiro ‘livre’ de bactérias

Publicado em 04 de julho de 2018 às 21:51

Para as donas de casa, sem duvida, o banheiro é um dos maiores problemas. Afinal de contas, refere-se de um dos lugares com maior potencial de proliferação de micro-organismos, merecendo muita atenção de quem cuida da casa. Para saber como eliminar essas bactérias, o biomédico Roberto Figueiredo, mais conhecido como…

Aprenda como decorar a casa no clima da Copa do Mundo sem deixar o charme dos ambientes

Publicado em 04 de junho de 2018 às 20:07

Faltando uma semana para o maior evento de futebol do planeta, muitos brasileiros já começam a se preocupar com as decorações. Já é moda em todos os jogos da Copa do Mundo as casas serem decoradas nos tons de verde e amarelo. Pensando nisso, separamos varias dicas bacanas para deixar…